+

Notícias

Sobre a renúncia do Santo Padre

Categories: EJNS Nacional,Espiritualidade,YTOL International

Queridos Jovens das EJNS, Jesus nos guarde!

Certamente todos nós fomos tomados de grande surpresa no último dia 11 de fevereiro – Memória de Nossa Senhora de Lourdes -, com a notícia da renúncia do Santo Padre ao seu ministério petrino. Junto com essa surpresa, muitos de nós experimentamos certa tristeza, pois a figura do Papa Bento XVI, em pouco tempo, conseguiu cativar a todos nós, e já o aguardávamos ansiosos para a JMJ no Rio de Janeiro.

Nesta decisão – perfeitamente prevista pelo direito da Igreja -, o Papa tem a certeza moral de estar sendo plenamente fiel à vontade do Senhor, pois foi tomada “depois de ter examinado perante Deus reiteradamente [sua] consciência” (Discurso de Renúncia do Ministério Petrino), como ele mesmo afirmou. Nisto também está a grandeza de Bento XVI: em renunciar todos os interesses pessoais, consciente das críticas que cairiam sobre ele, para que apenas a vontade de Deus se realize, com a consciência de que é o próprio Cristo, e não sua pessoa, quem conduz a Igreja através dos séculos.

De nossa parte, devemos aproveitar bem essa Quaresma para nos unirmos à toda Igreja, em oração pelos Cardeais que estarão reunidos no próximo Conclave para eleger o novo Sucessor de Pedro.

Não nos deixemos impressionar pelas notícias da mídia secular, que frequentemente tratam deste tema com uma visão meramente política da Igreja, quando não, com preconceito antirreligioso. A nossa paz reside no fato de crermos na promessa que o Senhor fez a Simão: “Por isso, eu te digo: tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja, e as forças do Inferno não poderão vencê-la.” (Mt 16, 18). O mesmo Senhor que edificou a Sua Igreja sobre Pedro estará com ela até o fim do mundo, confirmando tudo aquilo que Pedro ligar e desligar.

Seja quem for eleito para substituir ao nosso querido Papa Bento XVI, nós das EJNS desde já o amamos e rezamos por ele. Independente de quem for, o Papa será sempre – como dizia Santa Catarina de Sena – o Nosso Doce Cristo na terra.

Unidos em oração nesta Quaresma,

Conselheiro Espiritual do Secretariado Nacional das EJNS Brasil

Deixe uma resposta